Promover a coesão territorial, a descentralização da oferta cultural contemporânea, corrigindo o desequilíbrio do seu acesso através de uma programação inspirada no capital cultural, natural e humano alentejano, assim é o Futurama – Ecossistema Cultural e Artístico do Baixo Alentejo. Com início marcado em maio, o novo projeto de John Romão propõe uma sinergia entre os municípios de Beja, Castro Verde, Mértola e Serpa, criando um inovador ecossistema cultural, artístico e colaborativo. Fá-lo através do desenvolvimento anual de uma programação enraizada no território e nas comunidades locais, dedicada à experimentação e à transdisciplinaridade. Procurando criar novos espaços de interação e inclusão, fomentando a cidadania e a igualdade, Futurama propõe um cruzamento inter-geracional, incluindo comunidades com idades e conhecimentos diversos. Futurama – Ecossistema Cultural e Artístico do Baixo Alentejo compõe-se de 4 atividades principais:

  1. RESIDÊNCIAS ARTÍSTICAS | NOVAS CRIAÇÕES E INVESTIGAÇÕES 
Dez artistas portugueses são convidados pelos quatro programadores associados em 2021 (Filipa Oliveira, Luís Fernandes, Joana Gusmão & Nuno Lisboa e Rui Horta) a desenvolver novas criações e investigações nos domínios das artes visuais, artes performativas, música, arte sonora, cinema e arte digital, inspiradas no capital simbólico, cultural, natural e humano do Baixo Alentejo.

  1. CANTEXTO
Da interseção entre o Cante Alentejano e a literatura contemporânea, nasce o projeto que funde as palavras Cante e Texto. Atento à salvaguarda e regeneração contemporânea deste património imaterial da Unesco, o Futurama convida prestigiados autores portugueses a escrever para oito grupos corais da região do Baixo Alentejo.

  1. CONSTELAÇÕES
Constelações tem como linhas orientadoras a diversidade, a proximidade e a circulação dentro e entre municípios, promovendo um diálogo entre as práticas culturais tradicionais e as práticas artísticas contemporâneas. Desenvolve-se em três categorias: Oralidade, Visualidade e Fisicalidade.

  1. PROGRAMA EDUCATIVO
Desdobra-se em três atividades alinhadas com o Plano Nacional das Artes e em parceria com equipamentos de ensino secundário e superior da região: programas continuados de formação e criação (“Geração Futurama”), sessões mensais de encontro com artistas nas escolas secundárias (“O que é isso do contemporâneo?”) e a celebração do centenário do artista Joseph Beuys, assente na colaboração transdisciplinar entre alunos de música e de têxteis (“A Revolução Somos Nós”). Nas palavras do programador e diretor artístico, John Romão, “o território do Baixo Alentejo tem presente um conjunto significativo de vestígios de diversos povos e culturas, reflexo da diversidade cultural hoje existente na vivência das suas populações. O Futurama dará continuidade aos diálogos interculturais e internacionais que definem a história da região”.
Promoting territorial cohesion, the decentralization of the contemporary cultural offer, correcting its access imbalance through a program inspired by the cultural, natural and human capital of Alentejo, this is Futurama – Baixo Alentejo’s Cultural and Artistic Ecosystem . Starting in May, John Romão’s new project proposes a synergy between the municipalities of Beja, Castro Verde, Mértola and Serpa, creating an innovative cultural, artistic and collaborative ecosystem. It does so by developing a year-round programming focused on experimentation and transdisciplinarity, rooted in the territory and its local communities. Seeking to create new spaces for interaction and inclusiveness, fostering citizenship and equality, Futurama proposes an inter-generational crossing, including communities with different ages and knowledge. Futurama – Cultural and Artistic Ecosystem of Baixo Alentejo consists of 4 main activities:

  1. ARTISTIC RESIDENCIES | NEW CREATIONS AND INVESTIGATIONS
Four associated programmers in 2021 (Filipa Oliveira, Luís Fernandes, Joana Gusmão & Nuno Lisboa and Rui Horta) will invite ten Portuguese artists to develop new works and investigation in the fields of visual arts, performing arts, music, sound art, cinema, and art digital, inspired by the symbolic, cultural, natural and human capital of Baixo Alentejo.

  1. CANTEXT
The project that fuses the words “Cante” and “Text” is born from the intersection between Cante Alentejano and contemporary literature. Committed to safeguarding, and contemporary regeneration, of this UNESCO intangible cultural heritage, Futurama is inviting renowned Portuguese authors to write for eight choral groups in the Baixo Alentejo region.

  1. CONSTELLATIONS
Project Constellations’ guidelines are those of diversity, proximity and circulation within and between municipalities, promoting a dialogue between traditional cultural practices and contemporary artistic practices. It will be developed in three categories: Orality, Visuality and Physicality.

  1. EDUCATIONAL PROGRAM
The program unfolds in three activities, in line with the National Art Plan and in partnership with high-schools and colleges in the region: ongoing training and creation programs (“Geração Futurama”); monthly sessions with artists in high schools (“What is it about, the contemporary?”); the celebration of artist Joseph Beuys 100-year anniversary, based on the transdisciplinary collaboration between Music and Textile students (“We are the Revolution”). In the words of programmer and artistic director, John Romão, “the region of Baixo Alentejo bears significant traces of different peoples and cultures, reflecting the cultural diversity that exists today in the lives of its communities. Futurama will continue the intercultural and international dialogue that defines the history of the region”.

A programação do Futurama estará online em breve.

Subscreve a nossa newsletter para não perderes nada.

Futurama’s schedule will be online soon.

Subscribe our newsletter so you don’t miss a thing.