Constelação da Fisicalidade

Sábado, 19.06 2021, 11h
🔴 CONSTELAÇÃO DA FISICALIDADE
Com Mariana Tengner Barros (bailarina e coreógrafa) e Manuel Pica (artesão)

Mariana Tengner Barros
Coreógrafa, bailarina e performer. O seu trabalho tem sido apresentado em diversos países na Europa e América do Sul, salientando “The Trap” (2011, Vencedor do Prémio do Público Jardin D’Europe- Áustria), “A Power Ballad” (2013) e “Resurrection” (2017) co-criações com o coreógrafo Mark Tompkins e “Instructions for the gods: i4gods” (2017), uma performance contínua de 5 h para museus em colaboração com o músico Pan.demi.CK. Colaborou com vários artistas em diferentes projectos enquanto bailarina, actriz e performer salientando Francisco Camacho, Meg Stuart, John Romão, Ballet Contemporâneo do Norte, Diana Bastos Niepce, Elizabete Francisca, Nuno Miguel, António Mv, Jonny Kadaver, Agnieszka Dmochowska, Raquel Castro, Retina Dance Company e Rafael Alvarez.
Licenciada em dança pela Northern School of Contemporary Dance em Leeds, Inglaterra (2003). Estagiou no Ballet Theatre Munich, sob a direcção artística de Philip Taylor em Munique (2004). Membro fundador do colectivo artístico The Resistance Movement em Leeds (2005). Completou o Programa de Estudo e Criação Coreográfica-PEPCC no Fórum Dança em Lisboa (2009). Foi artista associada da EIRA entre 2013 e 2016. É directora artística d’A BELA Associação. Integra a banda Kundalini XS e o projecto musical performativo Digital Pimp Hard at Work, ambos editados pela Gruta. Em 2016 recebeu o Galardão de Mérito Municipal Cultural pela Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão pelo seu percurso profissional. 

Manuel Pica
Manuel Pica segue a tradição dos cadeireiros da sua região, ainda que tenha aprendido sozinho a arte de empalhar assentos com o buinho, uma planta aquática que recolhe junto à ribeira. Foi há cerca de duas décadas (tinha então 30 anos) que começou a dedicar-se a este ofício. Manuel é o último herdeiro deste saber. Atualmente, é na sua oficina em Baleizão, concelho de Beja, que ocupa as tardes a restaurar cadeiras, combinando a técnica de entrelaçar as fibras vegetais com habilidades de carpintaria.

 

➔ CONSTELAÇÕES
Constelações é uma atividade com periodicidade mensal, que promove o diálogo entre práticas culturais tradicionais ligadas ao Baixo Alentejo e artistas contemporâneos. Desenvolve-se em três categorias: Oralidade (maio e setembro), Fisicalidade (junho e outubro) e Visualidade (julho e novembro).
Todos os sábados, na segunda quinzena de cada mês, decorrem estas sessões de diálogo, de partilha e de participação do público presente, que convocam abordagens diferente à oralidade, fisicalidade e visualidade, em espaços diversos em Beja, Serpa, Mértola e Castro Verde. Cada sessão é um momento único e irrepetível em que se procura uma relação de empatia e de experimentação entre os dois convidados.

Quando

Sábado, 19.06 2021, 11h

Onde

Pátio da Santa Casa da Misericórdia de Beja, Beja

Horário

11h

Bilhetes

Entrada livre

Inscrição

Preencha este formulário